IEEE Women in Engineering

UNICAMP

IEEE
September 10th, 2014

Lamentamos informar que por motivos de força maior, a Profa. Cecilia Baranauskas não poderá comparecer à palestra do WIE anteriormente agendada para hoje, Quarta-Feira, 10/09/2014 nas dependências da FEEC.

Contamos com a compreensão de todos.


September 5th, 2014

2014_09_Divulgacao_Cecilia_Baranauskas


August 27th, 2014

No último dia 13 de Agosto, aconteceu durante a SECOMP Unicamp 2014  o debate Mulheres na Engenharia. Em sua mesa de discussão estiveram presentes: Prof. Siome Klein Goldenstein (Diretor Associado do IC/UNICAMP), Christiane Andrade (DELL), Profa. Juliana Freitag Borin (IC/UNICAMP) e a chair do WIE-UNICAMP e doutoranda da FEEC/UNICAMP, Clarissa Loureiro.

À partir da esquerda, Profa. Juliana, Prof. Siome, Christiane e Clarissa.

À partir da esquerda, Profa. Juliana Borin, Prof. Siome Goldenstein, Christiane Andrade e Clarissa Loureiro.

O debate foi moderado por Paula Costa (FEEC/UNICAMP) que iniciou o dia apresentando dados e estatísticas sobre a participação feminina nas carreiras STEM (Science, Technology, Engineering and Mathematics), no Brasil e no Mundo.

Três perguntas principais foram colocadas aos participantes:

  • como atrair mais garotas para as carreiras de ciências e engenharia?
  • como manter motivadas e reter as alunas de graduação destas carreiras?
  • como reter e promover o desenvolvimento das profissionais nas carreiras STEM.

Ao final do debate foi realizado um resumo das ações sugeridas pelos presentes. CONFIRA!!!

Atração de Mulheres para as Carreiras STEM

  • Atenção à polarização da sociedade nas questões de gênero que se manifesta, por exemplo, na diferenciação desde  tenra infância de brinquedos “para meninas” e brinquedos “para meninos”, na linguagem e nos comportamentos que são considerados adequados ou não “para meninas”.
  • Atuar no ensino fundamental e médio por meio de ações que promovam o contato precoce com as áreas tecnológicas, esclarecendo o papel e os aspectos positivos dessas carreiras.
  • Promover ações com familiares para que eles incentivem e apoiem suas filhas no momento da escolha profissional por uma carreira da área de tecnologia.
  • Dar visibilidade a mulheres que seguem essas carreiras.

Retenção das Mulheres nos cursos de Engenharia e Exatas

  • Envolver mulheres na criação dos currículos acadêmicos.
  • Promover atividades com menor foco na competição e maior foco na colaboração.
  • Garantir que as oportunidades acadêmicas sejam igualmente acessíveis para homens e mulheres.
  • Investir em programa de mentoria institucional e prover ambiente que favoreça mentorias informais e o networking com profissionais já formadas.
  • Sensibilizar professores e lideranças masculinas sobre a importância do exemplo.
  • Trabalhar a aceitação da diversidade.
  • Incentivar interação entre alunas e profissionas como a que acontece, por exemplo, durante a conferência Grace Hopper.

Retenção das Mulheres nas Carreiras de Tecnologia

  • Promover o apoio entre colegas “mulheres”.
  • Dar visibilidade às mulheres bem sucedidas em suas carreiras e engajá-las no desenvolvimento de suas colegas.
  • Tornar claras as perspectivas de sucesso através de profissionais-modelo.
  • Promover a visibilidade sobre como a carreira impacta e ajuda a vida das pessoas.
  • “As mulheres podem tudo, mas não tudo ao mesmo tempo.”

June 5th, 2014

A reportagem da Revista Pesquisa FAPESP  “Matéria Desvendada” (Abril, 2014), começa com uma história bastante conhecida na ciência:

“A dupla hélice como representação do DNA é uma das imagens mais conhecidas produzidas pela ciência do século XX. A descoberta da estrutura da molécula ocorreu em 1953 em boa parte graças ao trabalho da biofísica Rosalind Franklin, que usou a técnica de difração de raios X para obter a imagem. A história é conhecida: Francis Crick e James Watson usaram os dados de Rosalind – sem o conhecimento e aprovação dela – e escreveram o artigo pioneiro em 1953, publicado na revista Nature. A “foto” do DNA feita pela pesquisadora inglesa é uma das vedetes da cristalografia, cujos métodos experimentais e teóricos começaram a ser desenvolvidos em 1895 com a descoberta dos raios X pelo alemão Wilhelm Röntgen. A Unesco reconheceu a importância desta ciência básica e instituiu 2014 como o Ano Internacional da Cristalografia.”

E ninguém melhor para falar sobre essa história e o Ano Internacional da Cristalografia, do que a Profa. Dra. Iris Torriani, do IFGW da Unicamp. De origem argentina, a Profa. Dra. Iris Torriani chegou à Unicamp em 1975 e formou um grupo voltado ao estudo dos defeitos cristalinos. Tem experiência na área de Física, com ênfase em Física da Matéria Condensada, atuando com cristalografia de materiais orgânicos e inorgânicos; difração e espalhamento de raios X na área de materiais nanoestruturados e biomateriais; instrumentação para radiação de síncrotron;  estudo estrutural de macromoléculas, polímeros  e sistemas biológicos. Foi responsável pela construção e coordenação de duas linhas de luz do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS). Possui mais de 132 trabalhos publicados em periódicos com seletiva política editorial e é Bolsista de Produtividade em pesquisa do CNPq – Nível IB.

DATA: 10/03/2014, Terça-Feira

HORÁRIO: 12:30h

LOCAL: Sala da Congregação, FEEC (Piso Térreo)

 

2014_06_Divulgação_Iris_Torriani

 

 


May 25th, 2014

Semana passada o grupo IEEE WIE Unicamp ganhou o prêmio anual do IEEE de melhor grupo de afinidade WIE do mundo!

Esta notícia foi recebida com muita alegria e é, sem dúvidas, um prêmio conquistado com muito esforço, dedicação e carinho aos projetos e atividades desenvolvidos desde 2010, quando o grupo foi fundado.

O IEEE Women in Engineering é a maior organização profissional do mundo dedicada a promover mulheres engenheiras e cientistas e inspirar garotas ao redor do mundo a dirigirem seus interesses acadêmicos para uma carreira em engenharia. Em 2014, a organização comemora 20 anos!!!

Para se entender a importância deste prêmio, existem atualmente, 355 grupos WIE espalhados pelo mundo divididos entre as 10 regiões geográficas do IEEE.

Os critérios de seleção para o prêmio foram:

  • Qualidade das atividades e programas patrocinados e co-patrocinados pelo grupo;
  • Quantidade de atividades e programas;
  • Número de participantes em reuniões regulares e outras atividades e programas;
  • Demonstrações de programas de extensão para jovens mulheres;
  • Número de pessoas atingidas com os programas;
  • Comunicação com seus membros;
  • Crescimento do número de membros obtido pelo grupo;
  • Website do grupo.

Dentre as atividades de destaque que o IEEE WIE Unicamp promove destacam-se:

Carregamos a convicção que podemos ainda muito mais e que trabalhar para que mais mulheres e jovens sejam bem sucedidos e se sintam atraídos pelas carreiras de ciências, tecnologia e engenharia é trabalhar por um Brasil melhor!

A força do IEEE e do IEEE WIE Unicamp está nos seus voluntários: esta comunidade vibrante, de profissionais das mais diversas áreas que diariamente trabalham para avançar a tecnologia em benefício da humanidade.

Seja você também um membro IEEE e torne-se um voluntário ou uma voluntária IEEE WIE Unicamp!

menininha_certificado


May 13th, 2014

A Associação de Pós-graduandos da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação da Unicamp (APOGEEU), promove neste próximo sábado (17 de maio) o I Hackday de Dados Abertos.

“O Hack Day é uma oportunidade para mentes criativas analisarem dados
governamentais, a fim de descobrir informações enterrados que podem
ser úteis para a população geral.

No Dados Abertos Hack Day, cada participante (ou grupo) terá acesso a
uma vasta quantidade de dados públicos sobre as atividades dos
deputados federais (projetos de leis, discursos, gasto de cota
parlamentar, doadores de campanha) e tempo para elaborar projetos de
análise de dados, buscando extrair conhecimento desse monte de dados(…).”

Evento no facebook:
https://www.facebook.com/events/1429060850677987/

Ideias podem ser discutidas e equipes formadas em:
http://piratepad.net/GQnnWFJAV7

Para saber mais sobre a base de dados:
https://docs.google.com/document/d/1WJmwBvlJFzqVNuiMT0OIdlnuuNY73KSDyIdGlAltUY4


May 12th, 2014

O IEEE WIE Unicamp e suas simpatizantes têm várias mães apaixonadas pelos seus filhos e seu trabalho.

Compartilhamos este vídeo para realizar a nossa homenagem a todas as mães engenheiras e cientistas e a todas as mães de engenheiras e cientistas que um dia as encorajaram a seguir este caminho.

Aprenda a como desenvolver:

  • Capacidade de assumir riscos
  • Capacidade de esforço e sacrifício
  • Comunicação e oratória
  • Gestão de recursos
  • Capacidade de motivação
  • Organização e planejamento
  • Perseverança e constância
  • Trabalho em equipe e liderança

Ser Madre Es un Plus
 


May 11th, 2014

O VII Encontro de Alunos do Departamento de Engenharia de Computação e Automação Industrial (EADCA) da FEEC/Unicamp contou com uma sessão especial apoiada pelo IEEE WIE Unicamp e pela Intel Software do Brasil.

Numa sessão de posters  descontraída as “mulheres do DCA” puderam confraternizaram e apresentaram seus trabalhos aos presentes.

A sessão foi carinhosamente organizada pelo Prof. Eduardo Valle (http://eduardovalle.com/).

Sessão WIE EADCA 2014

 

 

 

 


May 6th, 2014

Uma revisão de 308 estudos realizados entre 1914 e 2011, envolvendo mais de 1.1 milhões de meninos e garotas derruba o mito que elas tiram piores notas em matemática e ciências. De acordo com os dados, que incluem estudantes de 30 países, por 100 anos as garotas vem se saindo melhor nas notas de todas as matérias tais como leitura, língua E MATEMÁTICA E CIÊNCIAS.  E elas fazem isso de maneira consistente, da escola elementar ao segundo grau.

Nós já sabíamos, e você, tinha dúvidas?

http://time.com/81355/girls-beat-boys-in-every-subject-and-they-have-for-a-century/


May 1st, 2014

O projeto Android Smart Girls, uma das iniciativas STAR do IEEE WIE Unicamp, é destaque no Jornal da Unicamp.

ju595_p8_a_700