No último dia 13 de Agosto, aconteceu durante a SECOMP Unicamp 2014  o debate Mulheres na Engenharia. Em sua mesa de discussão estiveram presentes: Prof. Siome Klein Goldenstein (Diretor Associado do IC/UNICAMP), Christiane Andrade (DELL), Profa. Juliana Freitag Borin (IC/UNICAMP) e a chair do WIE-UNICAMP e doutoranda da FEEC/UNICAMP, Clarissa Loureiro.

À partir da esquerda, Profa. Juliana, Prof. Siome, Christiane e Clarissa.
À partir da esquerda, Profa. Juliana Borin, Prof. Siome Goldenstein, Christiane Andrade e Clarissa Loureiro.

O debate foi moderado por Paula Costa (FEEC/UNICAMP) que iniciou o dia apresentando dados e estatísticas sobre a participação feminina nas carreiras STEM (Science, Technology, Engineering and Mathematics), no Brasil e no Mundo.

Três perguntas principais foram colocadas aos participantes:

  • como atrair mais garotas para as carreiras de ciências e engenharia?
  • como manter motivadas e reter as alunas de graduação destas carreiras?
  • como reter e promover o desenvolvimento das profissionais nas carreiras STEM.

Ao final do debate foi realizado um resumo das ações sugeridas pelos presentes. CONFIRA!!!

Atração de Mulheres para as Carreiras STEM

  • Atenção à polarização da sociedade nas questões de gênero que se manifesta, por exemplo, na diferenciação desde  tenra infância de brinquedos “para meninas” e brinquedos “para meninos”, na linguagem e nos comportamentos que são considerados adequados ou não “para meninas”.
  • Atuar no ensino fundamental e médio por meio de ações que promovam o contato precoce com as áreas tecnológicas, esclarecendo o papel e os aspectos positivos dessas carreiras.
  • Promover ações com familiares para que eles incentivem e apoiem suas filhas no momento da escolha profissional por uma carreira da área de tecnologia.
  • Dar visibilidade a mulheres que seguem essas carreiras.

Retenção das Mulheres nos cursos de Engenharia e Exatas

  • Envolver mulheres na criação dos currículos acadêmicos.
  • Promover atividades com menor foco na competição e maior foco na colaboração.
  • Garantir que as oportunidades acadêmicas sejam igualmente acessíveis para homens e mulheres.
  • Investir em programa de mentoria institucional e prover ambiente que favoreça mentorias informais e o networking com profissionais já formadas.
  • Sensibilizar professores e lideranças masculinas sobre a importância do exemplo.
  • Trabalhar a aceitação da diversidade.
  • Incentivar interação entre alunas e profissionas como a que acontece, por exemplo, durante a conferência Grace Hopper.

Retenção das Mulheres nas Carreiras de Tecnologia

  • Promover o apoio entre colegas “mulheres”.
  • Dar visibilidade às mulheres bem sucedidas em suas carreiras e engajá-las no desenvolvimento de suas colegas.
  • Tornar claras as perspectivas de sucesso através de profissionais-modelo.
  • Promover a visibilidade sobre como a carreira impacta e ajuda a vida das pessoas.
  • “As mulheres podem tudo, mas não tudo ao mesmo tempo.”
Mulheres na Engenharia: Ações para Atração, Retenção e Desenvolvimento
Classificado como:    

4 ideias sobre “Mulheres na Engenharia: Ações para Atração, Retenção e Desenvolvimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *